PESSOAS QUE ACESSARAM O BLOG:


quinta-feira, 27 de agosto de 2009

NOVO COMANDANTE, VELHOS PROBLEMAS


Sinceramente não vejo com bons olhos as críticas feitas por muitos em relação ao Novo Comandante Geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. É muito fácil ofender, vilipendiar sem fundamento algum, mas é certo que em nada contribuirá para melhorias substanciais na corporação. Com a assunção do cargo, percebemos que ele tem se esforçado para realizar melhorias, mas sabemos que não são tão fáceis assim e que não depende apenas dele. Não é uma pessoa em alguns meses que acabará com o retrocesso que estamos envoltos e com o descaso das administrações anteriores.

Nossa instituição não possui autonomia financeira, não cabe ao discricionário do Comandante Geral aplicar mudanças e melhorias salariais. Tudo que é proposto, deve ser encaminhado a uma esfera superior e posteriormente, se aceito, sancionado pelo Governador do Estado do Rio de Janeiro. Não se pode exigir de alguém que exerce função de confiança de alta complexidade que tome apenas medidas vistas como "agradáveis" a todos da corporação. É notória a evolução da Corporação nestes 200 anos de existência, é notório o interesse e o respeito pelos policiais militares demostrado pelo Comandante Geral.

É claro que não haverá medidas que agradem a todos, mas é sabido que estamos no caminho da modernização, mesmo que a passos curtos, mas é notória a evolução.


Peço aqueles que têm ideias a serem propostas, mas que forem de utilidade para a corporação, que as encaminhe ao Ilustríssimo Comandante Geral através do e-mail rio200@bol.com.br assim como eu fiz.

Não é gritando aos quatro cantos e ofendendo pessoas que conseguiremos melhorias. Temos que nos unirmos, esquecer que somos oficiais ou praças, sem segregação, pois todos fazemos parte de um corpo único.

Não há vitória sem batalha. Não é da noite para o dia que conseguiremos o que tanto almejamos, mas com perseverância e respeito ao próximo.

Lutemos pela PEC 300/2008, lutemos por uma Polícia Militar melhor, lutemos por nós, lutemos por nossa dignidade!!!

"Infelizes aqueles que vão para a Batalha sem acreditarem na possibilidade de vitória, já estão derrotados... Derrotados de corpo, espírito e alma na luta e, verdadeiramente, não merecem a vitória e se quer o respeito por terem lutado, pois são indignos da Batalha!"

NENHUMA VITÓRIA SERÁ POSSÍVEL SE NÓS MESMOS NÃO ACREDITARMOS NELA ! ! !

Não estou contra nem a favor do novo Comandante Geral. Estou a favor da Instituição, da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e dos membros que a compõem. A Corporação não é feita de um homem só, mas sim de todos nós. 40.000 Homens e Mulheres. Eu acredito que o Sr. Comandante Geral, Coronel Mário Sérgio, tem muito a acrescentar na história desta gloriosa corporação. É certo que haverá erros e acertos, mas acredito nas melhorias e no retorno da dignidade do policial militar!!!

4 comentários:

pmrevoltado disse...

Bom você só pode estar brincando. Onde você trabalha?? você trabalha bancando um PO de oito horas todos os dias? Não né. Sei que ele não pode dar aumento, mais ele pode muito bem acabar com o rancho e o dinheiro repassar para os PPMM, mais o que foi feito, foi justamente o contrário. Po a PM/RJ só irá melhorar quando os PPMM que a compõe tiver salários decentes, já falei que não adianta colocar 60000 PPMM nas ruas ganhando essa merreca, só vão aumentar os problemas. Até os críticos estão opinando quanto a isso que devemos pagar melhor os professores para ensinar o certo e pagar bem também os policiais para coibir o errado.

Anônimo disse...

CONCORDO COM O AUTOR DO BLOG. OS POLICIAIS SÓ SABEM RECLAMAR E RECLAMAR. FUI A TODAS MOBILIZAÇÕES FEITAS COM O PROPÓSITO DE MELHORIAS E NINGUÉM DEU A CARA. AGORA FICAM TODOS QUERENDO QUE O CMT GERAL RESOLVA TODOS OS PROBLEMAS DE UMA SÓ VEZ. NINGUÉM TEM CORAGEM DE POR A CARA.

Por uma PMERJ melhor disse...

Respeito sua opinião "PM REVOLTADO", mas existem tipos de serviços que alguém tem que fazer. Por mais que hajam mudanças, sempre existirá o POG, RP, entre outros. Quanto ao serviço que exerço na corporação não é realmente o POG, eu trabalho no PATAMO e gosto do que faço. Concordo com você quando diz que o que importa não é a quantidade de policiais e sim a qualidade e as condições que são dadas aos mesmos.

Anônimo disse...

Não acredito mais em nada, muito menos em bizú, estamos desvalorizados, só fico alegre quando chega o dia 20 de cada mês, que é quando pego o meu PRONASCI, Governador Sérgio Cabral, até quando o senhor vai enrolar a tropa, ou seja, se der aqueles 5%, é uma vergonha mais ainda, tenho que ser do BOPE para ganhar R$ 1.000 a mais??? Não fizemos a prova para sermos mortos, muito menos passarmos fome e cansarmos em fazer segurança (bico). Acordem minha poliçada.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina